Pular para o conteúdo

Novo caminhão no mercado nacional

Novo caminhão no mercado nacional

Modelo com capacidade para transportar até 2,8 toneladas foi concebido para logística urbana, tem motorização a gasolina e pode vir equipado com kit de GNV

A Foton, montadora chinesa que atua no mercado brasileiro desde 2010, vai comercializar, a partir do segundo semestre de 2020, um novo modelo de caminhão concebido especificamente para uso em operações de logística urbana. Já existente no mercado chinês, o TM 2.8 tem como uma das suas principais características o pequeno porte, que dá a ele, segundo a fábrica, facilidade de condução de um automóvel de passeio.
Outra peculiaridade do caminhão é que, diferentemente do usual no Brasil, onde veículos da linha pesada (mesmos os de menor porte) têm motores a diesel, ele é movido a gasolina. Para estimular o uso por aqui, a fábrica o vende equipado com um kit de Gás Natural Veicular (GNV). O versão com esse recurso é produzida através de parceria entre a Foton e a empresa especializada Convergas.
Com capacidade técnica e legal para 2.795 kg de carga total (incluindo seu peso, de cerca de uma tonelada), o TM 2.8 será o mais leve da família Foton no Brasil. A montadora oferece no País caminhões leves da família Aumark, de 3,5 a 10 toneladas. Por ser classificado como uma caminhonete, o novo modelo pode ser conduzido por quem tem CNH categoria “B”.
O Foton TM 2.8 com kit gás começou a ser testado no primeiro semestre do ano na Coopercarga, uma das maiores cooperativas de carga do País, fazendo logística urbana para a Rede Carrefour. O processo previu rodagem até cinco mil quilômetros por mês, com cada viagem levando aproximadamente 800 kg em produtos, realizando dois ciclos de viagens por dia, de segunda a sexta. O total programado nos testes foi de 35 mil kg de produtos por mês.
A primeira unidade foi operada pela Ecomoby (transportadora especializada na utilização de combustíveis alternativos ao diesel), em parceria com a Coopercarga, para entregas de produtos alimentícios apenas na grande São Paulo. A Convergas instalou no veículo um módulo de controle de ignição para assegurar a disponibilidade de potência do motor 1.5, que é de 112 cavalos.
“Para armazenar o GNV, o sistema é composto por dois cilindros de 60 litros hidráulicos cada, totalizando uma capacidade de 30m³. Com isso a autonomia do veículo só com GNV pode chegar a 280 quilômetros”, explica André Bermudo, diretor da Ecomoby. O peso total do equipamento de gás é aproximadamente 170 kg.
De acordo com Leandro Gedanken, diretor industrial, engenharia e desenvolvimento da Foton, a princípio o veículo será importado da China. A empresa vai trazer 100 unidades do modelo até o fim de 2020. “Começamos com importação e à medida que o volume cresça, já temos estrutura pronta para nacionalização do novo modelo”, pontua.
O TM 2.8 permite a instalação de uma carroceria com 3 metros de comprimento por 1,5 metro de largura livres. É um veículo que a Foton chama de “picape profissional”. De acordo com Ricardo Mendonça de Barros, diretor de Vendas, Marketing e Rede de Concessionárias da montadora chinesa, o novo veículo supera a maioria das picapes médias existentes no mercado nacional. “O novo TM tem capacidade de carga útil de 1.788 kg, expressiva para uma caminhonete”, destaca.
Os caminhões Foton da Família TM vêm de série com defletor de ar no teto, ar condicionado, vidros elétricos, travamento de portas remoto, chave tipo canivete e rádio com entrada USB. TM significa “Truck Mate”, algo como “caminhão companheiro”. A Foton não informou os valores das versões.