Pular para o conteúdo

Carros por assinatura: Mais uma opção

Carros por assinatura: Mais uma opção

Comprar um carro ou fazer uma assinatura mensal para usá-lo? Auto Revista Ceará pesquisou os valores de alguns modelos nos dois sistemas. Veja o que encontramos

Quem tem mais de 40 anos certamente vai lembrar que linha telefônica, no Brasil, era um patrimônio que as pessoas administravam como uma propriedade vitalícia. Vendiam ou alugavam e deixavam até como herança. Pode parecer até impensável, hoje em dia, mas se alguém falasse em fazer uma assinatura do serviço, pagando apenas uma taxa mensal pelo uso, certamente as pessoas iriam estranhar. Uma linha telefônica, vale ressaltar, custava o equivalente, hoje, a 40 ou 50 mil reais.
Será que com carros, um bem que ainda é muito arraigado à ideia de posse, no Brasil, isso funcionaria bem? Para quem quiser saber como é ter um veículo por assinatura, começam a aparecer alternativas que prometem compensar a falta desse sentimento com o conforto de não se preocupar com chateações anuais como seguro e impostos, que já são incluídos no serviço, e a garantia de ter um veículo sempre revisado pela concessionária autorizada.
Auto Revista Ceará fez uma pesquisa com algumas das opções disponíveis e um custo estimado, para alguns modelos, de quanto o consumidor gastaria comprando ou fazendo a assinatura. Os resultados foram interessantes. A diferença (nos cálculos para os exemplos que escolhemos) em termos de gastos, foi pouca para quem compra o carro à vista, sem financiamento, e para quem assina. Mas se colocarmos um acréscimo de pelo menos 30% relativo a juros para compra usando o crédito e pagando ao longo de três anos, a opção por assinatura se mostra vantajosa.
Hoje, cinco grandes montadoras oferecem o serviço por assinatura: Fiat-Jeep (ambas são do mesmo grupo, o Stellantis), com o “Flua”, Volkswagen, com o “Sign and Drive”, Renault, com o “On Demand”, Toyota, com o “Kinto Share”, e Audi, com o “Audi Luxury Signature”. Alem disso, locadoras como Unidas, Localiza e Movida criaram seus serviços. No caso da Toyota, a assinatura é por hora ou por dia, o que, em nossa pesquisa, se mostrou bastante desvantajoso, financeiramente, em relação à compra. E para as locadoras, os valores foram sempre mais altos que os das montadoras que oferecem assinatura pelo período mínimo de um ano. Por fim, o serviço da Audi, pelo que apuramos, se restringe a uma região específica no estado de São Paulo e não permite sequer uma consulta via Internet, para saber valores.
Focamos, portanto, nas assinaturas oferecidas por Fiat-Jeep, Volkswagen e Renault. Selecionamos sempre o período e a franquia mínima de quilometragem. Os modelos escolhidos foram os mais em conta disponíveis em cada serviço, com pintura metálica e ar condicionado incluídos. Para comparação, ao fim de três anos, entre cada opção, procuramos o valor dos modelos no site Webmotors, para ter uma estimativa da desvalorização. Os valores finais gastos pelo consumidor em cada opção estão em vermelho.
Precisamos deixar uma coisa bem clara: quem compra um carro sempre perde dinheiro, por causa da sua desvalorização ao longo dos anos. O que fizemos, nesta matéria, foi saber se os gastos com assinatura são mais ou menos equivalentes a essa perda causada na compra. Pelo que vimos, os resultados da assinatura são bem parecidos com os de que quem compra carro financiado.
Para entender os cálculos que fizemos, segue o exemplo do Virtus. Se o consumidor decidir comprar o carro, no fim de três anos, considerando o preço à vista mais impostos, licenciamento e seguro, terá gasto o valor de 115 mil reais. Em três anos, com a desvalorização do modelo, ele passará a valer em torno de R$ 70 mil. Nesse caso, o comprador perdeu, em relação aos R$ 115 mil que gastou, a quantia de R$ 45 mil (115.000,00 – 70.000,00 = 45.000,00).
Se optar pela assinatura do mesmo carro, o consumidor terá pago, após três anos, cerca de R$ 78 mil. E em relação aos R$ 115 mil que ele gastaria se tivesse comprado, ele deixou de gastar R$ 37 mil (115.000,00-78.000,00=37.000,00). Se tirarmos desses R$ 37 mil economizados o que foi gasto nos três anos de assinatura, o consumidor gastou R$ 41 mil (78.000,00-37.000,00=41.000,00).
Já considerando o valor estimado que o consumidor pagaria comprando o carro com financiamento, em três anos, incluindo impostos, licenciamento e seguro, o total chegaria a cerca de R$ 148 mil. Levando em conta a desvalorização, a perda, nesse caso, chega a aproximadamente R$ 78 mil (148.000,00-70.000,00=78.000,00). Essa conta deixa a opção por assinatura bem mais vantajosa, já que o consumidor economizaria R$ 70 mil (148.000,00-78.000,00=70.000,00), optando por assinar ao invés de comprar o carro. Confira os comparativos que fizemos com alguns modelos:

Volkswagen
Nome do serviço: Sign and Drive
Modelo exemplo escolhido: Virtus 1.0 200 TSI Highline Auto 20/21
Valor mensal: R$ 2.149,00
Período de assinatura: 12 meses
Franquia mensal: 1.800 Km
Comparativo: Compra do veículo a vista x financiado x assinatura
(1) Valor à vista+IPVA+licenciamento+seguro após três anos: 115.000,00
(2) Valor financiado+IPVA+licenciamento+seguro após três anos: 148.000,00
(3) Valor de mercado do carro após três anos: 70.000,00
(4) Perda financeira com a compra à vista: 115.000,00 (1) -70.000,00 (3) = 45.000,00
(5) Perda financeira com a compra financiada: 148.000,00 (2) -70.000,00 (3) = 78.000,00
(6) Valor pago com assinatura após três anos: 78.000,00

Fiat-Jeep
Nome do serviço: Flua
Modelo exemplo escolhido: Argo Drive 1.0 2021 Manual
Valor mensal: 1.510,00
Período de assinatura: 24 meses
Franquia mensal: 1.000 km
Comparativo: Compra do veículo a vista x financiado x assinatura
(1) Valor à vista+IPVA+licenciamento+seguro após três anos: 74.000,00
(2) Valor financiado+IPVA+licenciamento+seguro após três anos: 93.000,00
(3) Valor de mercado do carro após três anos: 43.000,00
(4) Perda financeira com a compra à vista: 74.000,00 (1) – 43.000,00 (3) = 31.000,00
(5) Perda financeira com a compra financiada: 93.000,00 (2) – 43.000,00 (3) = 50.000,00
(6) Valor pago com assinatura após três anos: 54.000,00

Fiat-Jeep
Nome do serviço: Flua
Modelo exemplo escolhido: Renegade Longitude 2021 1.8 Automático
Valor mensal: 2.410,00
Período de assinatura: 12 meses
Franquia mensal: 1.000 Km
Comparativo: Compra do veículo a vista x financiado x assinatura
(1) Valor à vista+IPVA+licenciamento+seguro após três anos: 132.000,00
(2) Valor financiado+IPVA+licenciamento+seguro após três anos: 167.000,00
(3) Valor de mercado do carro após três anos: 89.000,00
(4) Perda financeira com a compra à vista: 132.000,00 (1) – 89.000,00 (3) = 43.000,00
(5) Perda financeira com a compra financiada: 167.000,00 (2) – 89.000,00 (3) = 78.000,00
(6) Valor pago com assinatura após três anos: 87.000,00

Renault
Nome do serviço: On Demand
Modelo escolhido como exemplo: Kwid Zen 1.0
Valor mensal: 1.078,00
Período de assinatura: 12 meses
Franquia mensal: 1.000 km
Comparativo: Compra do veículo a vista x financiado x assinatura
(1) Valor à vista+IPVA+licenciamento+seguro após três anos: 58.000,00
(2) Valor financiado+IPVA+licenciamento+seguro após três anos: 72.000,00
(3) Valor de mercado do carro após três anos: 39.000,00
(4) Perda financeira com a compra à vista: 58.000,00 (1) – 39.000,00 (3) = 19.000,00
(5) Perda financeira com a compra financiada: 72.000,00 (2) – 39.000,00 (3) = 33.000,00
(6) Valor pago com assinatura após três anos: 39.600,00

Renault
Nome do serviço: On Demand
Modelo escolhido como exemplo: Kwid Zen 1.0
Valor mensal: 1.078,00
Período de assinatura: 12 meses
Franquia mensal: 1.000 km
Comparativo: Compra do veículo a vista x financiado x assinatura
(1) Valor à vista+IPVA+licenciamento+seguro após três anos: 58.000,00
(2) Valor financiado+IPVA+licenciamento+seguro após três anos: 72.000,00
(3) Valor de mercado do carro após três anos: 39.000,00
(4) Perda financeira com a compra à vista: 58.000,00 (1) – 39.000,00 (3) = 19.000,00
(5) Perda financeira com a compra financiada: 72.000,00 (2) – 39.000,00 (3) = 33.000,00
(6) Valor pago com assinatura após três anos: 39.600,00.